terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Globo de Ouro - Vencedores

Ok, os palpites aí no post abaixo foram péssimos. Tudo bem que havia uma disputa acirrada entre Slumdog Millionaire e Benjamin Button, mas acho que ninguém imaginava que o filme de Boyle ia vencer tudo. Uma surpresa MUITO desagradável, de fato.

Ao menos justiça foi feita na categoria Comédia/Musical, com o filme de Woody Allen sendo o vencedor. Mas acho despropositado o prêmio dado a Colin Farrel: ele está ótimo em "In Bruges", mas a categoria é de melhor atuação cômica. Farrel faz o papel de um criminoso com crise de consciência após matar uma criança. Não vejo muita comédia naquilo...


Se o critério é "melhor atuação", eu diria que é um absurdo o (bom) trabalho de Kate Winslet em Revolutionary Road ganhar do incrível trabalho de Anne Hathaway em O Casamento de Rachel. Mas convenhamos que o melhor quase nunca é critério aqui. E Winslet merece todos os prêmios do mundo. Afinal, alguém já a viu fazendo coisas do tipo Bride Wars? Lamento mais por Penelope Cruz.


De resto, não houve muitas novidades: talvez Mickey Rourke se posicionando na frente pela corrida do Oscar, e Sally Hawkins garantindo ao menos a indicação. Como eu já havia dito em outro post, este ano é um verdadeiro desafio para o Globo de Ouro mostrar sua influência na Academia: já esnobou Milk e O Cavaleiro das Trevas. Se Slumdog Millionaire não vencer (e eu acho que não vencerá - ESPERO que não) e Winslet não ganhar nenhum prêmio, podemos esquecer em definitivo essa estranha Associação como relevante para o prêmio máximo de Hollywood. Ainda verei a festa de entrega e talvez faça mais comentários. O Oscar é tão engraçado que, mais do que a qualidade dos concorrentes, vale muito é como eles se portam, discursam e emocionam ao receber um prêmio.


Nas categorias de TV, acertei mais. A melhor coisa foi o prêmio para Gabriel Byrne. A mais estranha foi o prêmio para Anna Paquin. Gosto de True Blood, mas Paquin é uma das protagonistas mais tolas e irritantes de qualquer série que eu conheça. E 30 Rock já cansou. Vamos prestigiar outras coisas, que o humor televisivo é muito bom e abrangente.

2 comentários:

e.fuzii disse...

Falando em TV, realmente não consido enteder de onde tiraram a ideia (adeus acento) de indicar a Paquin... e premiá-la!?
As vitórias de 30 Rock são merecidas, ou pelo menos coerentes. Até porque apenas Tina Fey (com toda certeza impulsionada por Sarah Palin) havia ganho no ano passado.

Já entre os filmes, é decepcionante ver Slumdog arrasando desse jeito, mas um alívio que reduz as chances dele ao Oscar... CERTO?
Acho que Winslet também não ganha nada no Oscar, isso se for indicada em coadjuvante também.

Hélio disse...

Vi a premiação ontem e o discurso da Tina Fey até fez valer o premio dela. O mesmo vale pra série, ao ter colocado Tracy Morgan pra agradecer. Ou foi Tracy Jordan?

Mas a Paquin nao tem desculpa. Como eu não conheço os outros trabalhos, nem posso reclamar muito. Mas ano que vem tem Glenn Close e tudo se ajeita.

Entre os filmes, espero que o globo de ouro continue nao coincidindo com o Oscar. Já a Kate Winslet, sei nao... acho que leva algo. So depende do SAG agora. Por mais que eu goste dela, minha torcida é toda com Penelope Cruz e Anne Hathaway.

Abraços!