segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Top 20 de 2009 (parcial)

Já que eu não tenho passado muito por aqui, ao menos uma atualização aí do lado direito com meus 20 filmes prediletos do ano (valendo apenas o que foi exibido comercialmente no Brasil). Quase não consigo fechar o top, com os últimos sendo bons filmes, mas nada memoráveis.


De qualquer forma, os dez primeiros são bem fortes, com admiração absoluta pelos quatro primeiros. Bom lembrar que graças ao péssimo Moviecom que tem aqui, fui muito pouco ao cinema este ano e não vi alguns filmes bem elogiados que poderiam entrar facilmente aí (Moscou, Desejo e Perigo, Star Trek, Arrasta-me Para o Inferno, etc).


Alguns pude incluir por te-los visto na Mostra Internacional de Cinema de SP do ano passado, como o surpreendente nacional "Se Nada Mais Der Certo", e o topo da lista, a obra-prima portuguesa "Aquele Querido Mês de Agosto". E apenas três foram lançados diretamente em dvd: "Segurando as Pontas" (também visto na Mostra), "Faça o Que Eu Digo, Não Faça o Que Eu Faço" e, o caso mais polêmico, "Guerra ao Terror", sucesso de crítica nos EUA (ainda nos cinemas por lá, título original "The Hurt Locker") e que chegou no Brasil como um filme qualquer.


De modo geral, acho que este ano tem sido bem melhor para o cinema do que o ano passado. Quando tiver um tempinho, falo mais sobre isso.

sábado, 1 de agosto de 2009

Filmes vistos em Julho

A ideia deste mês foi ver e rever filmes dos anos 2000. Com a década chegando ao fim, logo irão pipocar listinhas, então é hora de visitar o que de melhor foi feito no período.


Foram 24 filmes vistos, contando com o curta "E a Passarela Se Foi" (20 minutos de duração), e apenas três deles foram de décadas passadas. Novamente me esbarro na dificuldade de hierarquizar, então que fique claro: o fato de "Cleópatra" estar entre as mediocridades ao lado de "Duplicidade" não significa muita coisa. O Bressane não bate com minha sensibilidade e acho que o filme merece ser visto. Já o segundo, é ruim mesmo.


As obras-primas

1. Encontros e Desencontros, de Sofia Coppola (2003)
2. Grey Gardens, de Albert e David Maysles (1975)
3. Miami Vice, de Michael Mann (2006)
4. Hora da Partida, de Tsai Ming Liang (2001)


Os grandes

5. Les Glaneurs et la Glaneuse, de Agnès Varda (2000)
6. Flores Partidas, de Jim Jarmusch (2005)
7. Gerry, de Gus Van Sant (2002)
8. Um Filme Falado, de Manoel de Oliveira (2003)
9. As Panteras: Detonando, de McG (2003)
10. Crônica da Inocência, de Raoul Ruiz (2000)
11. Beijo na Boca, Não!, de Alain Resnais (2003)
12. Los Muertos, de Lisandro Alonso (2004)
13. Showgirls, de Paul Verhoeven (1995)
14. E a Passarela Se Foi, de Tsai Ming Liang (2002)


Os legais

15. Faça o Que Eu Digo, Não Faça o Que Eu Faço, de David Wain (2008)
16. O Abraço Partido, de Daniel Burman (2004)
17. Boarding Gate, de Olivier Assayas (2007)
18. Cinzas do Passado Redux, de Wong Kar Wai (1994)
19. Grey Gardens, de Michael Sucsy (2009)
20. Intrigas de Estado, de Kevin MacDonald (2009)


Os medíocres

21. Cleópatra, de Júlio Bressane (2007)
22. A Bela Junie, de Christophe Honoré (2008)
23. Presságio, de Alex Proyas (2009)
24. Duplicidade, de Tony Gilroy (2009)